quarta-feira, 13 de maio de 2009

Too much love??



O amor a mais pode matar? Será que o amor tem contra indicações?

10 comentários:

izzie disse...

Bem... Queen... Banda, música que me descreve e completa - como podes ver pela minha playlist.

Respondendo às tuas perguntas, mesmo que retóricas: pode matar... medos, monstros e demónios, partes de nós. Acredito que "mate" o que precisava de morrer.
Quanto às contra-indicações... também a medicação as tem... e existe para nos ajudar, melhorar, "curar". Neste caso, vejo a "situação" como paralela :)

Beijinho,

Menino do mar disse...

Izzie:
E não matará por vezes o que precisavade viver e por medo acabamos por sufocar?

Sininho disse...

Mata e faz renascer...

Ana disse...

"Too much love will kill you
Just as sure as none at all"

Mas o que é amor a mais? Há uma medida certa? E como sabemos se estamos a amar na proporção certa? Não matará antes a falta de amor ou a incapacidade de amar?

(voz de rádio) Vale a pena pensar nisto ;P

*B* disse...

'O amor a mais pode matar?'

E não é tão bom 'morrer' de amor, Menino do Mar?!

;)

Beijinho*

Porque acredito no amor disse...

Antes as contra indicações do amor do que da falta dele!

Afinal de contas, "morrer" de amor é bom :-)

Beijinho

Menino do mar disse...

Sininho
Sem dúvida, tem tanto de destrutivo como de criador. beijo

Ana
Concordo com todas essas perguntas, e que tal as respostas? :)

*B*
Que seja uma morte lenta, pois não consigo imaginar morte mais doce... :) beijo

Porque acredito no amor
Bem visto :), sinceramente, muito bem visto. :) beijo

Ana disse...

"I feel like no one ever told the truth to me, about growing up and what a struggle it would be"

Não mata, mas moi. E teria sido bom que alguém nos tivesse ensinado isso antes. Mas há que passar por elas!

beijosss

Anna disse...

Lamento, mas não tenho as respostas.. O que é certo é que prefiro morrer com amor a mais - que nem personagem camiliana - do que sem ele.

Acho que vais gostar disto:
http://www.youtube.com/watch?v=inc3d2LudEA&feature=related

Beijinho e bom fim de semana

Mona Lisa disse...

Eu prefiro morrer com amor a mais, desde que esse seja correspondido. Caso contrário, prefiro não amar. O sofrimento pode ser demasiado grande, nem sempre compensa**