sexta-feira, 15 de maio de 2009

Hoje, pela manhã...

Hoje, pela manhã, quando saí de casa, as gaivotas aguardavam-me como sempre. No seu olhar curioso miraram-me de alto a baixo, aprovando a fatiota. São muito exigentes elas.
Desde que me mudei para a casa que me acompanham todos os dias, todas as noites. Às vezes afasto-me mais um pouco da costa e seguem-me pelo interior, em silêncio, sorrateiras no olhar, apenas denunciadas pelo cortar das asas no vento. Acho que nunca me perdoaram tê-las abandonado. Nunca me perdoaram ter deixado de ser uma delas. Talvez um dia venham a descobrir, venham a perceber, que cá dentro, bem junto da alma, as minhas asas estão encolhidas, prestes a espraiarem-se de novo, elevando-me no céu, entorpecidas, levando-me para bem longe. Um dia voltarei a ser gaivota, até lá elas fazem-me companhia recordando-me de quem sou.

10 comentários:

Sininho disse...

És o que se chama uma gaivota com "os pés" bem assentes na terra eheheh

Curiosas essas gaivotas! Não?

:)

bluebutterfly disse...

Abre as tuas asas, não deixes de voar ....

Não percas tempo, ele é demasiado precioso !

Beijos

Storyteller disse...

;)

Porque acredito no amor disse...

Continuas a ser gaivota, com toda a certeza... Se tens as asas encolhidas apenas por medo... Não tenhas! Enfrenta antes o medo... assim voltarás a voar!

beijo

Chocolate disse...

às vezes ficamos tempo demais encolhidos que ficamos dormentes e adormecidos...

percebo perfeitamente esse sentimento... mas tb sei que muito sofremos com ele

Se puderes liberta-te quanto antes, não sofras...

Chocolate disse...

Ah beijos e força aí continua a escrever!!

Gosto muito da forma como escreves!

Matchbox32 disse...

Nesta zona onde me encontro, raramente são gaivotas... são mais cegonhas e águias...

Menino do mar disse...

Sininho:
Todas as gaivotas são curiosas e especiais, há que olhá-las com atenção.

BlueButterfly:
Porque agora é hora... plenamente de acordo :)

Storyteller:
;)

Porque acredito no amor:
O medo, ai o medo... que tanto nos faz hesitar...

Chocolate:
Libertar-me.... e poderemos realmente fugir ao nosso destino? :)

Matchbox32:
E carraceiros suponho.... :)

izzie disse...

Quanto às gaivotas... é sempre bom ter alguém exigente a mirar-nos, "obriga-nos" a dar/mostrar sempre o melhor, não? ;)
Quanto a ti... voes física ou mentalmente, só ou acompanhado por bandos à solta; o que interessa é que voes, te libertes, sejas tu e tenhas sempre essa vontade e essa certeza de quem és.
E claro, partilha connosco - já vi que criaste um "clube" com facilidade :)

Beijinho,

Menino do mar disse...

Izzie:
I'm still learning to fly... love is something completely new for me... :)