sábado, 23 de maio de 2009

Poema anónimo

"Olá.

Podes entrar, está triste e magoado,

tem ideias espalhadas pelo chão

e as paredes salpicadas de sentimento...

mas podes entrar.

Compreendo que não seja confortável,

mas é assim que ele está...

pelo menos para já.

Não te peço pequena fada, que o arrumes,

que o ponhas a teu jeito,

que encaixes os sentimentos nas prateleiras

e organizes as emoções que estão espalhadas por todo o lado,

peço-te sim, pequena fada,

que me faças companhia enquanto eu o arrumo,

o ponho como novo,

para aí,

poderes, com a tua varinha mágica,

pô-lo ao teu jeito.

Que te sintas confortável e que eu me sinta em casa sempre que entro

neste velho e cansado coração.

Ah,

já quase me esquecia....

quando assim o tivermos, ao nosso jeito, não perfeito,

mas perfeito para nós,

que vivas nele comigo para sempre.

Obrigado, pequena fada!"


Anónimo



4 comentários:

Sanxeri disse...

Um coraçao cansado e velho é bom... sinal que ja amou muito. :)

izzie disse...

Não que tenha nada a ver com conversas anteriores... mas já tive um sonho deste género... com outra pessoa, e infelizmente, o seu significado, foi premonitório...

Beijinho,

Menino do mar disse...

Sanxeri:
Amou e aprendeu a amar :)

Tisha:
Bem sei... os sonhos são muitas vezes aquilo que está à nossa frente e não queremos ver... mas também há sonhos bons que se realizam :)

Delirius disse...

Estou a devorar gulosamente cada palavra que aqui leio (aqui, espaço), e este texto..., este texto está sublime!