domingo, 31 de maio de 2009

Movie afternoon

A praia não estava amena e então sentei-me na cadeira de baloiço, de verga, que tenho junto a janela, a ver televisão.
O filme surge premonitório na programação. Embora não seja novo, nunca tinha visto, aliás, ainda estou a ver. Dois destinos, originalmente The family man, com Nicholas Cage e Tea Leoni.
A história não tem nada de especial, mas tocou-me de uma forma inesperada.
Tudo gira em volta de um homem que tem tudo que materialmente podia desejar, e a quem é dada a oportunidade de viver como seria a sua vida se tivesse optado pelo amor e não pela profissão.
Para saberem mais, cliquem aqui Filme que emocionou o menino.

Isto tudo para dizer que hoje, mais que nunca estou a pensar na importância das decisões que tomamos...

19 comentários:

LH disse...

As decisões que tomamos (ou não) são algo que teima em fazer parte integrante dos nossos dias.
No meu caso, por estes dias, estou em constante auto-interrogação sobre o meu passado bem recente.

Um abraço.

Menino do mar disse...

LH:
Obrigado pelo abraço, eu estou em plena interrogação pelo meu futuro....

Daisy Maria disse...

preocupo-me com as minhas possíveis escolhas, sabes? e olha, tenho uma crítica! podias ter arranjado um site sobre o filme em ptg que eu não percebo um cu daquilo (x lolol, beijinho *

LH disse...

Menino,

Por vezes que não sente que o nosso futuro passa exclusivamente pelo que estamos a passar no presente?

Inês disse...

Nunca vi o filme, mas gosto do Nicholas Cage. Vi no ano passado um filme dele em que representava um papel de um mágico e adorei (não me lembro o nome)

beijinhos*

SRRAJ disse...

Se gostaste desse, aqui vai mais uma sugestão: "Instantes Decisivos".
Beijo

Paulo Silva disse...

Humm...
Acho que partilhamos algo em comum:

A Paixao pelo Mar ;)

Eu estudo Ciencias do Mar!

Que fazes?

Anônimo disse...

Menino do Mar, os meus parabéns. Não vi o filme, ouve quem me dissesse que tinha chorado ao ve-lo. Vim pesquisar sobre o mesmo e " descobri-te". Parabéns. Partilho da tua solidão e revejo-me no que escreves.
Felicidade com a tua amada.
Um beijo.

Menino do mar disse...

Daisy:
lollo queres que eu traduza? :)

LH:
O meu presente é um presente envenenado :/

Inês:
Eu gosto desta história porque me toca, mas acabei por nao gostar do final...

SRRAJ:
Não tou a ver qual é. mas deixaste-me curioso. Trazes as pipocas?

Paulo:
Eu já estudei Oceanografia, mas acabei por descobrir que a imensidão do mar vai muito além do que a ciência consegue explicar.

Anónimo:
Obrigado pela visita e pelas felicidades, mas as impossibilidades não deixam respirar esses teus desejos.
Beijo

100 remos disse...

Que engraçado...estive a ver o mesmo filme e a fazer as mesmas reflexões. " I choose us!"

Menino do mar disse...

100 remos:
welcome :)))))))))))))))))))))

i should choose me, but i don't even know how to choose...

LH disse...

Menino,

Antes envenenado do que sem sabor.
Sabor é sinónimo de intensidade.
Não preferes ser marcado a viver de nadas, de vazios?

miúda gira disse...

Olá! Acabei de descobrir este canto, mas gosto do que vejo.Adoro esse filme, hoje vi-o pela centésima vez. Não é genial, mas tem qualquer coisa que mexe comigo! Beijinhos

sakura disse...

Olá menino do mar! Também vi o filme esta tarde. Penso que por mais que a nossa escolha seja ponderada e bem reflectida, há sempre uma dada altura em que nos perguntamos o "e se" tivesse sido diferente..."e se" tivessemos feito outra escolha... E ao contrário do filme, nunca saberemos! :)
Beijinho da Flôr*

Menino do mar disse...

LH:
Prefiro, sem dúvida, mas... odeio esta fragilidade em que me sinto...

Miúda:
Eu nunca tinha visto e adorei, mexeu também muito muito cmg.
Beijo e bem vinda :)

Flôr:
Neste momento pergunto-me, e se não o fizer.... :(
Beijo

Hyndra disse...

Eu tb vi o filme (nao desta vez, já o tinha visto antes) Concordo que nao é nada de especial,mas dá que reflectir sobre o valor excessivo que às vezes damos às coisas materiais, quando por vezes somos capazes de ser muito mais felizes sem elas.

Menina do Mar disse...

Olá! desculpa a invasão mas achei tão giro quando vi no blog da cat: "menino do mar".
Já vi o filme e tens toda a razão, uma pequena decisão agora pode ser muito importante no futuro, como o bater das asas de uma borboleta do outro lado do mundo ;)

beijinho *

izzie disse...

Foi a 3ª vez que o vi... ainda me lembro da intensidade do primeiro impacto... por isso sei como te sentes...

Beijinho,

Menino do mar disse...

Hyndra:
É isso mesmo, a felicidade não se compra :)

Menina do mar:
Quase homónimos :))) Benvinda :)

Tisha:
Sentimos coisas semelhantes quase sempre :)