domingo, 2 de agosto de 2009

Why do people lie about themselves?

CLAUDIA
Did you ever go out with someone and just....lie....question after question, maybe you're trying to make yourself look cool or better than you are or whatever, or smarter or cooler and you just... not really lie, but maybe you just don't say everything...

JIM KURRING
Well, that's a natural thing, two people go out on a date, something. They want to impress people, the other person...or they're scared maybe what they say will make the other person not like them..

CLAUDIA
So you've done it...

JIM KURRING
Well I don't go out very much.

CLAUDIA
Why not?

JIM KURRING
I've never found someone really that I think I would like to go out with.

CLAUDIA
And I bet you say that to all the girls...

JIM KURRING
No, no.

CLAUDIA
You wanna make a deal with me?

JIM KURRING
ok.

CLAUDIA
What I just said...y'know, people afraid to say things....no guts to say the things that they...that are real or something...

JIM KURRING
...yeah...

CLAUDIA
To not do that. To not do that that we've maybe done... before.

JIM KURRING
Let's make a deal.

CLAUDIA
Ok. I'll tell you everything and you tell me everything and maybe we can get through all the piss and shit and lies that kill other people....

Magnolia, 1999

14 comentários:

SRRAJ disse...

Fiz um pacto desses uma vez. E fomos fiéis a ele. A relação não resultou à mesma.

izzie disse...

Acho que sabes que tal como a SRRAJ... tamb´m já fiz isso e acabou da mesma forma.
Isso faz me lembrar outro filme com o Tom Cruise em que a permissa é "You can't handle the truth".

Mais engraçado ainda é o final do meu último post... intimamente relacionado com estas situações (tu sabes...). Eu não digo que sou a rainha do timimng? ;)

Engraçado que a avaliação da Mómó de que eu te ia falar... também está relacionada com este "esforço" implicito dos encontros.
Mas ficará para outra altura.

Beijinho,

Gingerbread Girl disse...

"... a sinceridade é uma impotência de espírito e a mais deselegante das virtudes"
A Sibila

;)

kiss*

p.s. Shame on me que nunca vi este filme. Tenho-o "ali"... maybe tonight...

Menino do mar disse...

SRRAJ:
Mas foi a forma mais correcta, mesmo não tendo resultado a relação, ficaram a conhecer-se minimamente e a saberem o que cada um pensa, ou pensava, naquela altura...
Beijo

Menino do mar disse...

IZZIE:
Mas eu acho que não deve ser um esforço, deve ser algo implícito e natural aquando do momento de conhecer alguém...

Menino do mar disse...

Ginger:
E shame on me por nunca ter lido a síbila (nem no secundário :-O), nem ser grande fã da agustina, mas essa frase está demais... é de facto uma virtude, bem deselegante...

Liga o DVD, faz as pipocas, prepara o estômago e a alma e vê do principio ao fim, sem perder pitada, depois, compra a banda sonora, da Aimee Mann e... tá tudo dito..

Beijo Ginger

A Grafonola disse...

As pessoas mentem sobre elas próprias porque têm medo que a outra pessoa não goste do verdadeiro eu. Que se afaste se houver demasiada proximidade. Regra geral, é isso que acontece quando se conhece bem demais uma pessoa...só aqueles que realmente te amarem permanecerão do teu lado, pois amar-te-ao por inteiro, com defeitos e virtudes.
Quanto à frase da A.B.L, "... a sinceridade é uma impotência de espírito e a mais deselegante das virtudes", bolas, nunca li nada mais idiótico. Ora ainda bem que nunca li a Sibila. E, a avaliar por essa frase, nunca lerei. Impotencia de espírito? Ele há com cada dito...enfim...

A Grafonola disse...

ps - hoje estou embirrante e birrenta :-p. Pobre de mim e da minha deselegante virtude, impotência espiritual assumida... credo...

Menino do mar disse...

Grafonola:
Eu, por acaso, concordo bastante com a frase e, se analisares bem, acho que também vais concordar. Quanto ao amar por inteiro, quem é capaz de o fazer realmente?

Beijo

Just me disse...

Bem..... O Magnólia, não é um filme que me tenha despertado grande interesse, devo confessar que adormeci a vê-lo... Mas eu vou esforçar-me por ver com olhos de ver e ouvidos de ouvir!

As pessoas mentem sobre elas porque é muito dificil mostrarem-se como realmente são, passam a vida da usar máscaras! Na minha humilde opinião elas tentam fugir ao que são mas mais cedo ou mais tarde.... Não consegues fugir ao teu eu, é impossível!
E às tantas a pessoa gostava era da tua máscara....

Não sei se faz sentido mas pareceu-me lógico quando o escrevi!

Beijo

Menino do mar disse...

Just me:
Faz lógica sim, Just, mas porquê fugir ao que realmente somos? Gostamos assim tão pouco de nós próprios?

Beijo

Just me disse...

Nem sempre gostamos e por isso achamos que ninguém gostará!
Um dia olhamo-nos ao espelho e nem sabemos de quem é aquela imagem que nós vemos.

O pior é mesmo quando nem nos apercebemos disso, um dia acordas e só te apetece mandar tudo para o espaço!

Beijo

P.S. Adoro a musica da Jewel é linda demais!

Vani disse...

Não concordo. Acho-a estúpida. Opiniões...
Quem ama, ama por inteiro. Se não amasse por inteiro, não permaneceria ao lado do objecto amado para além dos dias de paixão permanente. Pode-se não gostar que o outro aperte o tubo da pasta de dentes ao meio; mas pode-se amar a pessoa que o faz e aceitar que faz isso, que é assim, amando-a por inteiro.

Just me disse...

Vani, eu estava a falar de amor próprio..... Só tentas ser uma pessoa diferente porque existe algo em ti de que não gostas!

Objecto amado é estranho..... Objecto? Não percebi!

Amar é amar por completo, concordo contigo, mas não se ama um objecto, ama-se uma pessoa. O problema é mentir sobre quem és, para que seja mais fácil ao outro amar-te, quando no fundo esse é um problema teu, tu é que não gostas de ti!

Beijo