terça-feira, 25 de agosto de 2009

Caro Einstein...

... quando disseste “Só existem duas coisas infinitas: o universo e a estupidez humana. E não estou muito seguro da primeira”, não estarias certamente a referir-te à derrocada na praia Maria Luísa em Albufeira na passada sexta-feira, nem tão pouco ao que sucedeu depois. Duvido igualmente que tenhas sido um Bandarra do século XX, pois ao proferires essa tão verdadeira frase, nada te faria prever que seria após uma tragédia no nosso pequeno Portugal que ela teria o seu expoente máximo de significado.
Não me refiro, embora devesse, às pessoas que ignoram tudo o que é sinal de aviso por este país fora, com o pensamento tipicamente tuga do "só acontece aos outros," refiro-me sim à romaria que dezenas, para não dizer centenas de pessoas fizeram ao local, tanto pela parte de cima da arriba como pela praia. Hello! Arriba frágil!!!! Vôo para a areia ou pedras no toutiço!!! Hello!!!
Este sintoma já poderia só por si ser merecedor de ostentar a exemplificação prática do teu dito, mas não, não é aí que quero chegar. Então não é que hoje, um colega meu, cujo sogro trabalha na Câmara Municipal de Albufeira e que fez parte da equipa de remoção dos escombros, me contou que ao carregarem as pedras num pequeno atrelado ou carrinha de caixa aberta, não sei precisar, as pessoas os seguiam e retiravam bocados e levavam como recordação? Só me apetece dizer, tirem-me deste filme!!!

God, oh god, até onde vai a estupidez humana...


PS: Que me perdoem os colectores de souvenirs mórbidos, mas é que há tanto psicólogo desempregado que faria maravilhas convosco...

18 comentários:

*B* disse...

Se soubesse nem tinha lido o teu post, Menino!

Sério?! =(

Há gente para tudo, realmente!

100 remos disse...

Escrevemos os dois sobre o mesmo, lol! A mim também me causou nervos miudinhos...Eu vi na televisão uma senhora a recolher "uma dessas lembranças". Como é que é possível? Eu diria de outra forma: "God, oh God, make me good, but not yet!"

Lia disse...

eu gostava de ter os restos de uma bala nos conflitos lá no bairro do seixal...tb era giro, n era??? a areia pode desfazer-se e n tem a mesma piada...

Li disse...

Parece que deu nas notícias televisivas a reportagem de uma senhora que levava uma pedra como recordação... eu não vi mas contaram-me... e fiquei estupefacta com tamanha idiotice... mas é como recentemente escrevi no meu blog... onde há desgraça o povo português lá está em romaria, mas essa situação foi deveras a mais estúpida que alguma vez vi... nem tenho palavras para tanto absurdo... vão ao médico, é o melhor que podem fazer, para o bem da nossa sociedade, não vá isso pegar-se... lol

CF disse...

Ora ai está. Ass: Picóloga CF

Charlotte disse...

Por acaso já sabia dessas tristes figuras...num destes dias, num telejornal, apareceu uma dessas figuras...uma senhora que foi buscar uma pedra para recordação. A jornalista perguntou-lhe o porquê, ao que ela lhe respondeu que tinha muito significado para ela.
Bem, se isto não é estupidez humana, o que será?
Ele há com cada "cromo"...

Ana disse...

God oh God, how could you make us so stupid? :)

GiGi disse...

É, para falar a verdade, estou mais por dentro da história de Einstein do que dos rolos "tugas", eheheh.

E, a única coisa que posso dizer é que Einstein foi uma das personalidades famosas mais fofas que a história apresenta ^^

Beijos!

Poetic GIRL - BELA disse...

Típico comportamento de gente pequena, que se compraz no sofrimento dos outros. Não basta a tragédia em si e ainda estes comportamentos sem nexo, ou estúpidos... enfim. Cada vez me revolto mais com o mundo em que vivemos.. beijinhos

eu disse...

olá , tenho uma prendinha para ti no meu blog :-)
beijinhos.
Have a nice day.

Vani disse...

BOLAS!!!!! Ca noijo!!!! A estupidez de alguns humanos não tem limites, mesmo...

Quanto a Einstein...dizem as más linguas que por trás de um grande homem há sempre uma grande mulher... se é que me entendes.

orkide@ disse...

É assim que as coisas funcionam neste nosso Portugal...

Bj

Just me disse...

Prémio para ti no meu canto!

Beijo!

Anônimo disse...

Pode parecer esquisita a existência destas coisas mas há sempre muito mais significado além das aparências. Excêntrico ou não, diferente da nossa forma de estar ou não, com certeza é uma vontade / desejo / capricho / impulso / mania / pancada / morbidez completamente inofensiva, quando comparada com tantas outras. Pior talvez seja por exemplo a morbidez das bases da nossa sociedade, que vendem o mal às pessoas e elas pag/pam. As atrocidades são tantas, tão graves e tão comuns que se não houver coisinhas de caca com que nos entreter, o peso das grandes é demasiado insuportável. Mas talvez devessemos sentir esse peso. Talvez todos nós devessemos ficar tristes e fazer um luto. Talvez todos nós devessemos assumir, expor, expressar a dor de que também somos feitos, como unidade orgânica de seres, de espécie, como humanidade, em nome da morte de um mundo podre que construimos. Talvez se todos nos unissemos nessa dor, se reconhecessemos todos juntos e acordassemos que não é esta a realidade que queremos experimentar, pudessemos todos despertar juntos para o Amor Maior e Harmoni/Melodioso.
Isto, é nada!

Bom espaço, este teu.

Kikas disse...

já sabia, Menino do Mar.. vi isso na tv, numa mini-entrevista que para lá fizeram. perguntaram porquê e, claro (ao menos isso), nem sabiam responder! realmente, a estupidez humana não tem limites :x

BroKen Strings disse...

Realmente há gente para tudo!
Até onde chega a mente mórbida do ser humano.
GGRRRRRRR até arrepia!

Hyndra disse...

O quê?!?!?!?!

Mas andará tudo louco?!?!

Just me disse...

Está tudo doido é o que é! As pessoas não andam a jogar com o baralho todo!

Beijocas