segunda-feira, 4 de janeiro de 2010

As pausas

O que significa dar um tempo?
Os sentimentos têm pausas?
Será tudo pelo melhor, ou estaremos a engrenar a mudança da separação?
As cartas estão na mesa.

Para onde caminhamos amor, para onde caminhamos?


10 comentários:

Lia disse...

para mim se alguem pede um tempo é porque não tem a certeza que ama...se não tem a certeza que ama é porque não ama!


serei muito radical?

Terra de Encanto disse...

...dar um tempo costuma ser o início do tempo do fim...

Se as cartas estão na mesa,não há como contar o tempo que separa as vontades.

Seja como fôr...traga o destino o que trouxer...sê feliz.

anaferro disse...

Nunca usei essa figura de estilo: dar um tempo. Não sei se será um eufemismo, se será um pleonasmo... Talvez o "dar um tempo" para quem o pede, seja um pedido de socorro... Não sei, nas coisas do sentir sou clara, e se estou mal digo o que sinto realmente, fico para ver. Se mudarmos, muito bem, senão, deixo desgastar-se até sair com a certeza de que era o melhor mesmo.

E hoje em dia sei que o fim pode não ser por não haver amor, mas por cada um amar de uma forma diferente da forma que o outro espera ser amado. Ou mesmo a vida, pode ela ser castradora da força para superar a fome de amar.

Já diz o outro, "o Amor é fodido".

Vani disse...

sou suspeita. Não acredito em pausas nas relações, acredito em resolver os problemas mesmo quando estes parecem insolúveis. Mesmo quando o desespero toma conta de mim, ou dele. O amor não tira férias.

.::LoisLane::. disse...

... às vezes não basta "travar".... é preciso mesmo "parar"...

CF disse...

Pois não sei. Acho que ás vezes é preciso pensar com distância. Outras, será só mesmo um pretexto...

Gingerbread Girl disse...

:|

orkide@ disse...

Isso de "dar um tempo" não existe.
Quanto tempo? Um dia? Uma senama? Um mês? Um ano? Uma vida??? Quanto tempo???
O pior que pode haver é as coisas não ficarem claras e resolvidas.

Bj

paddy disse...

É coisa que nunca percebi, pra mim vale mais acabarem logo.

A. disse...

Já tive isso do "um tempo"... e fui eu a vir com essa... e arrependo-me profundamente de tudo o que causei de mal e sei que nunca vou conseguir ultrapassar o sentimento de culpa nem apagar o sofrimento que causei... mas... por outro lado, às vezes penso... se não tivesse sido esse tempo... talvez tivesse mesmo chegado o fim... assim, apesar de tudo deitado por terra então, com muito esforço e amor, muito foi reconstruído e outro tanto construído de raíz...
Mas o sofrimento que causei, as asneiras que fiz, a culpa que sinto e a raiva... isso nunca conseguirei demolir...