domingo, 7 de março de 2010

Constatação


Os anos passam e sinto que cada vez faço menos ideia daquilo que realmente quero. Por outro lado, cada vez tenho mais certeza do que não quero.

11 comentários:

Gingerbread Girl disse...

És tu e eu...

Eternamente Inalcansável disse...

já somos tres....

Ana disse...

Mas saber o que NÃO queremos sempre foi mais fácil do que saber o que realmente queremos. Normalmente o que não queremos é algo que ja vivemos ou presenciámos e não queremos repetir, mas o que realmente queremos é algo que nunca tivemos e por isso não sabemos. Se tivessemos tido, saberíamos.

(compliquei?)

Beijinhos

Hyndra disse...

Acho que isso é normal. Eu gosto muito de saber o que não quero. Dá-me segurança.

Vani disse...

LOOOL, mas isso é lógico! Será sempre assim...só sabemos o que verdadeiramente queremos quando encontrarmos essa querença. Mas, saber o que nao queremos já é um bom ponto de partida.

Branca de Neve disse...

Acho que já é muito bom saber-se aquilo que não se quer.

a Gaja disse...

Acho que seguindo a contagem já somos 4...

CF disse...

Mas é esse mesmo o caminho. Um afastamento do que não queremos, e um afunilamento no sentido certo. Se calhar não sabes, mas a direcção é essa :)

orkide@ disse...

Acontece... com o passar do tempo...

anaferro disse...

Chego a duvidar se algum dia vamos querer definitivamente algo. Penso que vamos querendo... e não querendo...

Partilhadepalavras disse...

Se eu te entendo...