domingo, 6 de fevereiro de 2011

Hoje escrevo para ti


Hoje escrevo para ti,
para que me oiças,
para que me escutes.
Para que meus passos ecoem no túnel
que leva à tua alma.
Hoje olho-te nos olhos,
para que me vejas,
e me agarres a mão.
Para que, sem medo,
acendas na escuridão,
a luz da lua espelhada no lago imenso,
intenso,
que é esta vida por navegar.
Hoje, sopro-te ao ouvido,
que desejar-te é tudo o que consigo,
sempre que me perco no teu olhar.

5 comentários:

S* disse...

Maravilhoso sentimento...

OutrosEncantos disse...

nunca escreveste tão bem como agora
por vezes emudeço perante a preciosidade dos teus escritos e do que se esconde por detrás das tuas palavras

lindo, o que hoje aqui deixaste!

beijo

Carlota Pires Dacosta disse...

Poema envolvente.
Só tu para escreveres algo assim tão belo...

Asiram disse...

escreves mesmo bem :D

Daniel Silva (Lobinho) disse...

Brutal!