quarta-feira, 7 de julho de 2010

Lost in translation

Sinto que algures no caminho me perdi na tradução de uma história de amor.
Começo a achar é que a solidão é o verdadeiro amor da minha vida.

alone again naturally...

7 comentários:

Roxanne disse...

até ao dia em que te percas de amor novamente...

mas às vezes, e digo por experiência, a solidão é boa! desde que se aprenda a lidar com ela!

Lia disse...

diz-me que não é o que estou a pensar...

Helena disse...

Encontro prazer na solidão.
Talvez, por me achar mais próxima da liberdade.

Little Tomato disse...

La route chante,
Quand je m'en vais.
Je fais trois pas,
La route se tait.

La route est noire,
À perte de vue.
Je fais trois pas,
La route n'est plus.

:(

Kikas disse...

não acredito que ninguém esteja "destinado" a ficar sozinho porque sim, simplesmente há quem lide melhor ou pior com relações.
há quem afaste "naturalmente" as pessoas, porque faz parte de si ser assim.
eu acredito que mesmo as pessoas que agem assim, que magoam sem querer os que mais gostam, um dia possam mudar isso. um dia, quando finalmente crescerem e se aperceberem que tiveram tudo para poderem ser felizes, ao lado de quem amam. um dia, quando a solidão lhes pesar e perceberem as oportunidades que lhes foram dadas para amar ao longo de uma vida mas que não as aproveitaram da melhor forma.
e nesse dia, quando pensarem que se calhar já é tarde demais, vão lutar para terem uma nova oportunidade no coração das pessoas que realmente são importantes. se o merecerem, claro.

Anônimo disse...

acredito que tudo o que nos retira a "liberdade" nos faz sentir prisioneiros! E, no amor há sempre quem nos queira dar tanto, que simplesmente nos asfixia! nem sempre desejamos ser amados assim, simplesmente porque não amamos na mesma medida e dimensão...aí o amor vai secando e as lágrimas vão surgindo!!

Sonhadora disse...

Revejo-me nas tuas palavras.