quinta-feira, 15 de outubro de 2009

Renovações

Há períodos nas nossas vidas em que a necessidade de renovação nos leva a uma quase loucura. Alturas em que a pedrada no charco, o agitar de águas, o mudar, se torna um objectivo ou, até mesmo, uma necessidade vital.
Diz o senso comum que, de sete em sete anos, a personalidade, vulgo alma, no meu entender, faz como que um reset, deixando para trás uma existencia e aventurando-se num novo mundo. É assim aos sete, aos catorze, aos vinte e um, aos vinte e oito, and so on...
Eu sou prova viva desse senso comum.
Mudei em muito mais alturas na minha vida, mas, de facto, por volta dessas idades, a mudança foi menos gradual, menos subtil, mais concreta.
Este momento em que estou, o senso comum não explica, ou, se explica, peca por defeito, pois sou um mar revolto, inquieto, um caminhante sedento de mudança.
Neste momento algo tem que mudar. Não por força da evolução da alma, ou de factores externos. Algo tem que mudar porque assim o desejo.

Há cinco anos que sou blogger. Há cinco anos, que me escrevo para que outros me leiam. Sim. Porque quem escreve num blog quer ser lido. Por muitos, por poucos, não interessa. Quem não quer ser lido, escreve num moleskine e guarda-o a sete chaves.
Conheci pessoas únicas, pessoas excepcionais, mas também conheci gente pequenina, mesquinha, daquelas que são a maioria com que nos cruzamos no dia a dia e, vá-se lá saber porque, esperamos que não existam por aqui.
Os bloggers são seres humanos. Muitas vezes o virtual faz-nos esquecer isso e acabamos desejando serem como os imaginamos. Não o façam. Ninguém é como nós queremos, nem aqui, nem na rua, nem na vida.
Posso, no entanto, dizer que voces, dos mais antigos aos mais recentes, foram uma fonte inesgotável de sentimentos, a maioria bons, muito bons.

Esta é a segunda vez que termino um blog. Espero não ser a última, pois eu, como todos, tenho necessidade de mudar quando algo não está bem. O comodismo nunca foi uma característica minha, quando não me sinto bem, parto para outra.
Neste momento este espaço tornou-se demasiado pessoal e, sei que está na minha mão o caminho que traço nas palavras que aqui deixo, mas já não sei como dar volta á questão. A minha forma de o fazer é fechar a porta.
Esta casa na praia está devoluta e inabitável.

Obrigado pelo vosso carinho, obrigado por terem feito parte da minha vida.
Ainda o fazem, mas neste momento tenho que partir.
Voltarei com um novo espaço, com nova inspiração, com nova vida. Só não sei quando, onde, ou de que forma.

Um beijo
e
Um abraço

partilhados por todos, assim como eu me partilhei nesta casa.

30 comentários:

Hyndra disse...

Quando voltares...nao te esqueças de me visitar... caso nao nos encontremos por aí!

Bom... nao digo adeus pk nao gosto...é um até já!

Lia disse...

tenho tanta pena... mas tanta... mas se é o que sentes que tens que fazer...força!

Espero que as coisas se resolvam...

CF disse...

Pena. Gostava de ler-te. Pode ser que quando regressares ainda esteja por cá a Mulher que não chora. E que te lembres dela e a procures. Boa partida. Bom regresso. Excelentes entretantos.

Storyteller disse...

Estou aqui!
Adoro-te!

DoceSussurro disse...

Oh :(
É triste... mas compreendo!
Só te posso desejar tudo de bom!
Volta depressa :)

Beijinho*

ML disse...

Até à 19ª linha, assino por baixo. Estou assim, em fase de renovação. A lutar contra tudo e a tentar viver o que considero ser o melhor para mim, mesmo que isso não seja o mais fácil.

Quanto à casa na praia. Tenho pena. Mesmo. Muitas vezes sem comentar mas venho sempre visitar esta praia que tanto gosto.

Mas cá te aguardarei... até ao teu regresso.

Até breve.

Big Kisses

ML

Ana disse...

Todos nós precisamos dos nossos momentos de renovação, de limpeza de alma, de reconstrução. São aqueles momentos em que sentimos que temos de parar um bocadinho, respirar fundo, apreciar a paisagem e, aos poucos, procurar algo que nos dê um novo fôlego.

Espero sinceramente que encontres a mudança que precisas, tu mereces:-)

Beijos

orkide@ disse...

Menino do Mar,
uma desilusão não é o fim do mundo.
Por mais magoado que possas estar neste momento, acredita que vais sobreviver e dar "a volta por cima".
O tempo é um bom aliado nestas coisas do amor... Se bem que há Amores que perduram pra lá do tempo...
De qualquer forma, espero que mudes de ideias e que isto não seja um adeus.
Até breve...
Bjs

Gingerbread Girl disse...

WTF?!?


=|

GiGi disse...

Espera! Deixa-me ter aquele texto seu, por favor...

GiGi disse...

"E do céu caiu um sorriso"... Quero tê-lo para mim :-)

Se voltar à blogosfera, não se esqueça de mim. Adoro seus escritos :-)

Beijos doces...

Anna disse...

Sou blogger há pouco mais de um ano... uma novata, comparada com a maioria das pessoas com que me tenho cruzado por aqui... É a segunda vez que vejo fechar a porta de um blog... o segundo blog onde me sentia em casa, acolhida... fico obviamente triste... sinto-me de certa forma abandonada... sei que levo estas coisas demasiado a peito, mas eu sou assim, não delineio barreiras...

Espero que estejas a abandonar esta casa para teu próprio bem, e que valha a pena... espero que construas uma nova casa, igualmente mágica, igualmente repleta de sentimentos intensos... e espero passar um dia pela sua porta, reconhecer o anfitrião e voltar a ser bem recebida como o fui aqui...

Enquanto esta casa à beira-mar por aqui estiver, enquanto não se perder nas brumas, cá voltarei, anonimamente, para recordar palavras que tanto me tocaram...

Quanto à corrente cíclica da nossa vida... bom... todos passamos por isso... raramente o conseguimos explicar... mas normalmente a viragem acaba por ser para melhor... Ânimo, o Sol está sempre por perto, nós é que nem sempre olhamos na sua direcção...

Um beijinho muito grande!*

Only Words disse...

Entendo a tua sede de mudança. Acontece com todos, de uma maneira ou de outra, mas não deixo de ficar com um sabor amargo, porque gosto de te ler e porque ODEIO ver alguém partir, ainda que não conheça essa pessoa pessoalmente. Não vou cair no erro egocêntrico de pedir que fiques, que não vás, porque o importante é estares e sentires-te bem.

Quando voltares, seja de que forma for, acredita que eu, pelo menos, vou estar aqui para te ler :)

Beijoo

Anônimo disse...

E que tal agora brincares um pouco na lua? É uma casa enorme habitada apenas por quem sabe lá viver (seres especiais)e tem o Mar da Tranquilidade...
Beijos da mumy.

Just me disse...

Sinto-me destroçada com este fim...

Espero que encontres a paz que precisas e espero que sejas feliz, que a mudança te traga tudo o que desejas!!!

Beijo grande!

sakura disse...

Meu amor, fiquei triste quando soube que ias fechar o blog...
Um blog que me diz tanto, por ter sido a porta para nos conhecermos. Um blog que é tão a tua cara. E por isso mesmo, muito pessoal...
Mas compreendo e respeito a tua decisão. Chegou uma altura em que sentes necessidade de mudar, e eu estou aqui para te apoiar, para te ler...sempre.

Amo-te muito, do fundo do coração.

Beijo imenso,
da tua Flor*

P.S.- como custa estar a escrever, meu amor, e saber que é o meu ultimo comentário neste blog...

Miles to go... disse...

Compreendo também.

Boa viagem, então...

Até ao próximo post, onde quer que seja.

Cereja disse...

aquando do teu regresso visita-me.
beijinho

Patrícia disse...

Fico triste pela partida,porque foi dos primeiros blogs que visitei.E adorei logo que li,gosto imenso do que escreves e era o cunho pessoal que conferia vida a este espaço .
Luto muitas vezes contra mim mesma para não tornar o blog demasiado pessoal...e já estive para encerrar o meu algumas vezes...não o faço porque ainda não faz sentido...e porque aquela é a minha casinha na arvore...
Obrigada pelas visitas ao meu cantinho,quando regressares,avisa ,porque terei todo o gosto em acompanhar.

beijinhos

MagicWoman disse...

É verdade que o virtual esconde mts vezes quem somos e o que somos!

seja como for, este MeninoDoMar é mto especial.

até sempre MeninoDoMar!

Florbela disse...

A fuga para a frente nunca foi solução. E se o problema estiver dentro de ti?

Anuska disse...

Agora que te descobri :-(

Fábrica de Letras disse...

Nós somos a Fábrica de Letras.
Estamos a iniciar um projecto de blogagens colectivas.
Pretendemos que os bloguers portugueses possam interagir e dar-se a conhecer.
No dia 1 de cada mês, a Fábrica de Letras lançará um tema. Para participar basta escrever um texto sobre o tema proposto e inscrever-se no link que estará à disposição no blog, no dia 15 de cada mês.
Podem ser usados textos,poemas, contos, fotos ou vídeos. Divulga, participa!

Bruxinha disse...

Força :) Cá te esperamos, aqui ou em outro local:)

Jinhos

Charlotte disse...

Boa sorte nessa nova etapa, nessa mudança!
E quando quiseres voltar...Força!
Até sempre!

GiGi disse...

Eu também, fechei o Sons...

Smurf disse...

Menino do Mar, como eu te compreendo!
Também o meu blog se iniciou devido a uma grande mudança na minha vida. Por isso lhe escrevo, com ou sem grande "queda para a coisa", mas porque ali posso e consigo desabafar com o mundo, quando preciso que alguém me ouça, me leia. Mesmo que nada me digam, é como se um peso saisse de dentro de mim! Espero que quando abrires a tua nova casa cibernautica me convides para te ir lá visitar!
Boa sorte para a "re-estruturação"! Espero que corra tudo muito bem e que te sintas renovado e em casa.
Até sempre!

Maçã e Canela disse...

Logo agora que ia seguir a casa da praia? Volta.

Aguardo a visita em Maçã e Canela*
Até breve

Espanta Sono disse...

Este é um blogue que descobri há pouco tempo e do qual gosto. Fico com pena, mas a mudança, por vezes, é precisa.
Beijinho :)

^rp disse...

Tenho pena, mas acredito que o proximo vai ser tão bom ou melhor do que este! Bjx!
Ps. Quem escreve no blog que ser lido, eu lia o que escrevias e sinseramente gostava! Fora o à parte, espero que estejas bem, ;)!