sexta-feira, 9 de outubro de 2009

de mim....

teu copo de vinho
tem o fundo vazio,
tem saudade e tem frio,
e não lhe cansa chorar.

teu corpo sozinho,
tem saliva na pele,
tem a cama despida,
na noite, na vida.

tua sorte cruel,
de abraços perdidos,
e rostos antigos
que em espelhos se agitam.

tuas lágrimas aflitas,
que já não prendes,
que gritas,
molham páginas de livros a fio.

teus medos, segredos,
são mundos, são sonhos,
e meus braços abertos,
caminhos incertos de mim para ti.

5 comentários:

sakura disse...

Revejo-me em cada palavra tua, meu amor.
Os teus braços são o porto de abrigo que procuro a cada instante.
Aqui sinto-me assim...a caminho de ti.

Adoro-te.

Beijo imenso,
da tua Flor

Daniel Silva (Lobinho) disse...

"tem saudade e tem frio,
e não lhe cansa chorar
(...)
e meus braços abertos,
caminhos incertos de mim para ti. #"

Muito, muito bom.

Abraço amigo

Pipoca dos Saltos Altos disse...

:)

GiGi disse...

As palavras de Sakura embelezam ainda mais a sua poesia, que já é linda!

Beijos

LeeK- "aprendiz de sonhador" disse...

de mim... de ti...nós tambem. tem tudo haver,
prazer cair no seu blog.. prazer ler , menino do rio..
abraços...

leek